Duplicação da 381 só deve terminar em 2040, em Belo Oriente

03/08/2022 19h52

Se depender da boa vontade do governo federal, as obras de duplicação da BR 381 so devem ser concluídas em 2040. Pelo menos foi o que anunciou nesta quarta-feira,3, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em audiência pública realizada agora à tarde. A agência informou que os trechos duplicados da rodovia serão de Belo Horizonte ao Vale do Aço, terminando em Belo Oriente. A partir dai, a estrada passará apenas por melhorias na pista, inclusão de faixas adicionais e outras ações até Governador Valadares.

Nesses 304 Km estão previstos investimentos de R$ 5,5 bilhões para adequação do traçado e duplicação de alguns trechos. Caso o projeto atual seja aprovado, a rodovia vai receber cinco praças de pedágio, que variam de R$ 10,79 a R$ 13,80. Segundo a ANTT, elas deverão se instaladas em Caeté, João Monlevade, Jaguaraçu, Belo Oriente e Governador Valadares.

Apesar do prazo esticado para a conclusão das obras, a cobrança do ´pedágio deve começar assim que forem finalizados os processos de leilão e assinatura de contrato com o executor da obra. A previsão é que isso ocorra no quarto trimestre (entre outubro e dezembro) deste ano para assinatura do contrato no início do ano que vem. A concessão terá prazo de 30 anos e a concessionária será responsável pela operação, monitoramento, conservação e implantação de melhorias e manutenção da rodovia.

COMPARTILHE:
MAIS NOTICIAS
Acessem nossas redes sociais:
© 2022 — JORNAL DOS VALES - Todos os direitos reservados