Grupo é preso após pichar igreja com frase de apoio a Lula em Montes Claros

Quatro mulheres e um homem com idades entre 19 a 29 anos foram presos

Cinco pessoas foram presas, na noite desta terça-feira (10), em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, suspeitas de picharem uma igreja em protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os militares chegaram aos suspeitos depois de denúncias anônimas.

Quatro mulheres e um homem  com idades entre 19 a 29 anos estavam em um carro já deixando a igreja. No muro eles escreveram: ?Lula Livre?. As pichações também faziam críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Dentro do veículo foram apreendidas  cinco latas de tinta spray. Os suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência e foram liberados.