Prefeito de Virginópolis envia projeto de reajuste salarial dos professores




O prefeito de Virginópolis, Bob Leão, enviou à Câmara Municipal um projeto de lei que trata do reajuste salarial dos professores, para ser votado com urgência. Além do reajuste, o chefe do executivo municipal propôs a criação mais 24 cargos na área de educação, visando o melhor atendimento das atuais demandas das escolas. "Essa matriz salarial tem impacto sobre todas as progressões e promoções. A consequência disso é que havia uma necessidade de atualização para que haja um respeito à legislação que trata exatamente da remuneração dos profissionais da rede municipal de ensino", explicou a secretária de Educação Edivânia Maria Coelho.

Pela proposta encaminhada, os professores de Virginópolis passarão a ganhar R$ 3,8 mil para uma jornada de 40 horas semanais (que na educação equivale a dois cargos), se o profissional tiver apenas o nível médio (antigo magistério). Já para quem tiver curso superior, o pagamento mensal, para a mesma carga horária, será a R$ 4,03 mil, podendo chegar a R$ 4,2 mil para quem tiver especialização. De acordo com Edivânia, se o profissional tiver apenas um cargo, cumprindo uma jornada de 24 horas semanais, os salários a serem pagos serão de R$ 2,3 mil; R$ 2,4 e R$ 2,5 mil.

Já os cargos que serão criados pela nova lei são: assistente social, terapeuta educacional, e zelador (01 cargo cada); professor de Libras (04); profissional de tecnologia da informação e comunicação educacional (05); motorista de transporte escolar (12).
"Mesmo em cenário de estabilidade o país, depois de exaustivos estudos, estamos propondo este reajuste visando valorizar e investir no ensino municipal", comentou o prefeito.