AMVA comemora mais um prêmio internacional do Caminhos do Vale

O programa recebeu premiação como "Destaque em Sustentabilidade", em Cancum, no México

Foto: Divulgação

O presidente da Associação dos Municípios do Vale do Aço (AMVA) e prefeito de Entre Folhas, Ailton Silveira, o “Ailtinho”, comemorou mais uma conquista internacional do programa Caminhos do Vale. O programa idealizado pela Usiminas, em 2014, desde o ano passado tem gestão operacional da entidade junto a 26 prefeituras e recebeu o prêmio “Destaque em Sustentabilidade”, na Slag & AshTrade Américas 2018 Conference.

A Usiminas foi a única empresa brasileira a apresentar um case de sucesso no evento.A cerimônia realizada no mês passado, em Cancum, na costa do estado de Quintana Roo, no México, reuniu representantes de grandes empresas das Américas num fórum para compartilhar práticas e perspectivas globais, nos setores siderúrgico, cinzas volantes, pozzolana, dentre outros.

O Caminhos do Vale foi apresentado pelo especialista de processos da Usiminas, Henrique Santos. “É mais um reconhecimento importante que alcançamos em nível internacional, reafirmando a importância desta iniciativa da Usiminas cujos atores principais são os municípios”, ressaltou Ailtinho.

Outros prêmios Ele lembrou que o programa vem tendo sucessivos reconhecimentos em níveis estadual, nacional e internacional, tais como o prêmio “Boas Práticas Ambientais”, da FIEMG/FEAM; “Melhor Projeto de Parceiro Sustentável” - Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade 2017; Prêmio “Excelência em Sustentabilidade”, da World Steel Association. “Estamos orgulhosos por integrarmos uma parceria tão exitosa. Tanto que neste ano ampliamos o atendimento para outros 10 municípios do Leste Mineiro”, comemorou.

Pelo programa Caminhos do Vale, só no ano passado, foram destinadas cerca de 400 mil toneladas de agregado siderúrgico (siderbrita) – oriundo do processo de produção de Aciaria – com alta resistência ao desgaste, para a melhoria de cerca de 900 km de estradas rurais e urbanas. Como contrapartida, as prefeituras desenvolveram ações socioambientais, como a identificação e recuperação de 935 nascentes. Este ano, segundo a AMVA, serão beneficiados 36 municípios com 800 mil toneladas de agregado. “Quem precisa transitar em estrada rural é que sabe o valor deste programa”, concluiu Ailtinho.