Ferrovia da PetroCity terá mais dois terminais no Vale do Aço


No momento tudo não passa de promessas, gerando nos mais incrédulos certas desconfianças quanto a sua propalada conclusão.  Enquanto isso, a futura ferrovia Minas-Espírito Santo, cujo projeto prevê a construção de 420 Km de trilhos ligando o Vale do Aço à São Mateus (ES), ganhou esta semana mais um terminal de cargas.

E ele ficará localizado no município de Paraíso. A promessa foi feita ao chefe e vice-chefe do executivo local, Bruno Morato e Oliveira, pelo CEO da PetroCity, José Roberto da Silva, em conversa realizada nesta segunda-feira, 22, na sede regional da Fiemg.

O investimento da ferrovia será com recursos privados, da ordem R$ 5 bilhões, que serão viabilizados pela PetroCity. A unidade de transbordo será implantada próximo ao Aeroporto Regional do Vale do Aço. Segundo José Roberto, o projeto ficará pronto daqui no máximo seis meses. Ele ressaltou, ainda, que o traçado da ferrovia já foi aprovado no Ministério da Infraestrutura e prevê ainda uma unidade de transbordo em Fabriciano. “Essa ferrovia será muito importante, visto que o projeto visa avançar até Brasília-DF, melhorando a atratividade de negócios em nossa região. enfatizou Bruno Morato”.

Ele destacou ainda que a Prefeitura está cumprindo outras demandas como a proposta de um novo acesso ao aeroporto e a ligação pavimentada das BRs 458 e 381. “Fazendo essa ligação, teremos, em um raio de cinco quilômetros, dois rodovias federais, um aeroporto, a ferrovia da Vale e, em breve, a ferrovia da PetroCity. Isso vai criar um modal peculiar, o que vai atrair condomínios logísticos e melhorar muito a atratividade de negócios, a empregabilidade e o nível de renda da população de todo o Colar Metropolitano do Vale do Aço”,  comentou.