Abertura de empresas cresce mais de 50% em Minas

Somente em junho, foram constituídas no Estado 6.573 empresas

O primeiro semestre de 2021, em Minas Gerais, mostrou-se mais favorável para a constituição de empresas. Os dados da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) apontam que, no período, a abertura de empresas foi maior que as extinções. Nos primeiros seis meses deste ano foram constituídas 37.287 empresas e extintas 20.780. A abertura de empresas registrou alta expressiva de 56,69%.

Mesmo em um período em que a pandemia de Covid-19 ainda impacta a economia, o cenário está mais favorável que o vivenciado no ano anterior, com um início de recuperação econômica, um ambiente mais favorável para os negócios e aumento da vacinação.

Os dados da Jucemg mostram que o número de empresas abertas saiu de 23.796 para atuais 37.287 no primeiro semestre deste ano. Somente em junho, foram constituídas no Estado 6.573 empresas, um avanço de 54,4% frente a junho de 2020. Na comparação com maio, o resultado também foi positivo, com aumento de 8,75% na abertura.

“A gente vem percebendo, já há mais tempo, um número de constituições consistente. No primeiro semestre, as aberturas cresceram quase 57%, é um número muito grande e positivo. Isso é uma tendência que vem há mais de seis meses e deve continuar ao longo dos próximos meses”, disse o presidente da Jucemg, Bruno Falci.

Fonte: Diário do Comércio