Galo inicia 2020 com vitória fora de casa

Estreia no Campeonato Mineiro foi no Triângulo contra o Uberlândia

Fotos: Bruno Cantini / Agência Galo / Clube Atlético Mineiro


Iniciando a temporada de forma positiva, o Atlético venceu o Uberlândia por 1 a 0, na noite desta terça-feira (21), no estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia. A partida no Triângulo foi válida pela rodada de abertura do Campeonato Mineiro.

O gol da vitória foi marcado por Fábio Santos, em cobrança de pênalti, aos 22 minutos do primeiro tempo. Ainda na etapa inicial, o goleiro Michael defendeu pênalti cobrado por Felipe Alves.

O triunfo em Uberlândia marcou a estreia do técnico Rafael Dudamel, do volante Allan e do meia Hyoran.

Na próxima rodada, domingo, o adversário será o Tupynambás, às 16h, na Arena Independência.

O JOGO começou bastante movimentado e, na primeira tentativa atleticana, Réver fez longo lançamento buscando Hyoran, mas o goleiro Rafael saiu do gol para fazer a defesa.

No ataque seguinte, Allan roubou a bola na entrada da área e deu bom passe para Marquinhos, que tentou driblar o goleiro e acabou adiantando muito a bola, que saiu pela linha de fundo.

Aos cinco minutos, Fábio Santos recebeu bom passe de Hyoran e cruzou, mas a bola pegou no defensor do Uberlândia e saiu em escanteio pela esquerda. Allan cobrou o tiro de canto e a defesa do Uberlândia fez o corte pelo alto.

Em contra-ataque puxado por Jair, aos 15 minutos, Hyoran recebeu passe de Allan na entrada da área pela esquerda e foi desarmado na sequência do lance. Em seguida, na linha de fundo pela esquerda, Fábio Santos ganhou a jogada na raça. Na continuação da jogada, Hyoran acionou Jair, que errou a tentativa de passe.

Fotos: Bruno Cantini / Agência Galo / Clube Atlético Mineiro

Aos 17 minutos, após grande jogada de Allan na intermediária, Jair tocou para Patric e o lateral-direito encontrou Hyoran, que sofreu pênalti de Rogério. Fábio Santos cobrou com categoria, no canto direito do goleiro, e marcou o primeiro gol do Galo em 2020.

O time da casa tentou responder na cobrança de falta de Fábio Alves, por cima do gol. Aos 39 minutos, Zé Welison arriscou de fora da área, por cima do gol. Logo depois, Wandinho levou perigo em finalização na pequena área e Gabriel conseguiu desviar a bola.

Aos 40 minutos, o árbitro marcou pênalti de Fábio Santos em Wandinho, Felipe Alves cobrou e Michael fez grande defesa no canto direito.

O Galo voltou para o SEGUNDO TEMPO com a mesma formação e foi logo levando perigo na finalização de Patric, defendida pelo goleiro Rafael. O Uberlândia ameaçou na conclusão de Baiano, por cima do gol.

Aos nove minutos, o time da casa tentou no cabeceio de Felipe Alves, para fora. Dois minutos depois, Maicon entrou no lugar de Marquinhos.

O Atlético chegou bem pelo lado esquerdo e Fábio Santos foi travado pelo marcador ao tentar o cruzamento. Em seguida, Hyoran sofreu falta pela esquerda, ele mesmo fez a cobrança e exigiu boa defesa de Rafael.

Aos 17, foi a vez de Jair deixar o campo para a entrada de Martínez. Fábio Santos e Hyoran tramaram boa jogada pela esquerda, aos 22 minutos, mas o lateral atleticano acabou seno desarmado próximo à linha de fundo.

Em nova tentativa pela esquerda, Fábio Santos cruzou e a defesa do Uberlândia afastou o perigo. Aos 32, Allan arrancou pelo meio sofreu falta perto da área, Hyoran cobrou e a bola explodiu na barreira.

Aos 43 minutos, Di Santo foi substituído por Bruno Silva. O Atlético seguiu firme na marcação e conquistou os três primeiros pontos no Estadual.

UBERLÂNDIA 0 x 1 ATLÉTICO

Competição: Campeonato Mineiro
Rodada: 1ª
Data: 21/01/2019 (terça-feira)
Estádio: Parque do Sabiá
Cidade: Uberlândia (MG)
Gol: Fábio Santos (22'/1ºT)
Cartões amarelos: Jair, Gabriel (Atlético); Serginho, Plínio, Fábio Alves (Uberlândia)

Uberlândia
Rafael; Joazi, Plínio, Rogério, Fábio Alves, Serginho (Clebinho), Leandro Salino, Diogo Peixoto, Dija Baiano, Felipe Alves (Tiago Amaral) e Wandinho (Breno).
Técnico: Felipe Surian.

Atlético
Michael; Patric, Réver, Gabriel, Fábio Santos, Zé Welison, Jair (Martínez), Allan, Hyoran, Maruinhos (Maicon) e Di Santo (Bruno Silva).
Técnico: Rafael Dudamel.