Educação para o Turismo - A alavanca para a longevidade do destino

Por: Rodrigo Vieira Ribeiro

Na nossa região os cursos de Turismo, Técnico e Superior foram extintos em, se não me engano, 2011. Por coincidência, na época que estavam se iniciando os trabalhos efetivos em desenvolver o turismo na região do Vale do Aço, do Circuito Mata Atlântica e perto da época de fundação do nosso Convention e Visitors Bureaux do Vale do Aço.

Foto: PMCF

Vista da Cachoeira do Escorregador na Serra dos Cocais, Coronel Fabriciano


Dizem os “especialistas” que houve uma pesquisa de mercado que negou a existência de mercado local para graduados e técnicos em Turismo na região.

Na minha humilde opinião um belo e completo trabalho mal interpretado e mal conduzido. Ora, mercado não existia mesmo, gente querendo ser Técnico em Turismo ou Turismólogo, e até mesmo emprego na área também não. Na época, o simples falar em Turismo no Vale do Aço era considerado caso de insanidade.

Não havia demanda local para os cursos, diziam, e ainda dizem, com base nessa pesquisa.

Reprodução


Eu afirmo com muita certeza: não precisa existir a demanda!
Demanda cria-se, trabalha-se.

Quem demandaria há 40 anos por internet de alta velocidade conectada com o mundo se era assunto para a ficção científica considerada literatura sem importância?

Quem, há 30 anos, demandaria por telefones celulares com câmera e conectados se nem sabia que eles poderiam existir?

Que demanda existia para os inventos eletrônicos do século XX que mudaram completamente a sociedade?

Gente, pesquisa tem que ter a pergunta certa para poder gerar uma resposta satisfatória.

A pergunta, certamente, foi errada…

Se perguntassem:

Vocês querem que a região se desenvolva através do Turismo?

Caso sejam construídos roteiros e houverem investimentos em atrativos turísticos regionais você vai querer trabalhar nesta área?

O que você considera importante para os cursos na área de turismo, em termos de formação individual, para que tenhamos um bom desenvolvimento futuro através do turismo?

Dentre outras… posso pensar uma dúzia de perguntas que manteriam os cursos abertos e formando gente boa todo semestre.

Além disso, a inserção das temáticas regionais de arte, cultura, patrimônio, bioma, biodiversidade, gastronomia, história regional e turismo são necessárias nos currículos do ensino fundamental e médio.

As nossas crianças precisam saber mais sobre onde vivem para criarmos a cultura da proteção e divulgação dos nossos valores e cultura que podem ser considerados importantes para atrair visitantes. Afinal, se não sabemos o que temos disponível, não temos nada.

Outro problema que enxergo nos cursos de Turismo existentes, sejam de nível superior ou médio, é que os currículos não são contextualizados e adaptados à Região onde estão inseridos. O estudante precisa vivenciar e aprender sobre o ambiente e cenário local, precisa aprender sobre as oportunidades e possibilidades do espaço onde vive nos níveis local e regional para então comparar com os níveis estadual, nacional e internacional.

Pouco adiantam currículos que tratam de temáticas que falam de outras regiões.

Apenas uma Educação estruturante conectada ao ambiente em que vivemos poderá transformar a nossa região em um atrativo turístico bem visitado. Vamos arregaçar as mangas e propor currículos e novos cursos para a nossa área? Vamos crescer juntos com a Educação para o turismo local?

É para pensar no assunto com muita seriedade, está na hora de reabrir os cursos técnico de nível médio e superior em Turismo aqui no Vale do Aço e introduzir nas escolas as temáticas regionais para que nossas crianças saibam melhor sobre o lugar onde vivem.

Se você quer colaborar com essa nossa nova imagem da Região da Mata Atlântica de Minas, neste vale maior que o aço, via VAC&VB entre em contato comigo pelo e-mail: rodrigo@hoteldomhenrique.com.br. Neste e-mail você poderá solicitar o formulário para se tornar associado ao VAC&VB. Pode ser uma boa oportunidade de desenvolver seu empreendimento no turismo. Você também poderá visitar o nosso site em http://www.visitavale.com.br conte conosco, vamos criar essa nova identidade juntos.

Links importantes:

http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/12005-turismo-ganha-espa%C3%A7o-em-sala-de-aula.html

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/conteudo/projeto/56421

https://revistas.ufpr.br/turismo/article/view/31926

http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/USP_64193b4ce169127c6045f1405ce8584b

Se você gostou deste artigo entre em contato comigo e sugira outros assuntos relacionados ao Turismo de Negócios.

Até a próxima semana, um grande abraço

Rodrigo Vieira Ribeiro e-mail: rodrigo@hoteldomhenrique.com.br

* Rodrigo Vieira Ribeiro é Pai, Presidente do Convention e Visitors Bureaux do Vale do Aço, Diretor de Marketing e Comunicação do Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas, Diretor de Comunicação da ACE/CDL de Timóteo, Proprietário do Hotel Dom Henrique, Mestre em Educação e Designer.