Caiu no Horto!!! Galo perde pra Chape e pressão aumenta

Com o resultado, o Atlético permaneceu com 35 pontos, em 13º lugar na tabela de classificação. E se aproxima perigosamente do Z4

Bruno Cantini/Atlético


Em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético perdeu por 2 a 0 para a Chapecoense, na noite desta quarta-feira, na Arena Independência. Agora, terá uma “final”no Ceará, onde enfrentará o Fortaleza, neste sábado, no Castelão.

"Era uma partida que poderia definir muita coisa para a gente. É pedir desculpas para o torcedor e buscar os pontos fora de casa", disse o capitão Réver.

A Chapecoense abriu o placar aos cinco minutos do primeiro tempo, com Henrique Almeida, completando cobrança de escanteio. Em seguida, a equipe catarinense ameaçou na finalização de Everaldo e a bola saiu rente ao travessão.

Guga cruzou rasteiro pela direita, aos dez minutos, e Ricardo Oliveira reclamou um empurrão do zagueiro, mas o lance foi considerado normal pela arbitragem.

O Galo tentou na enfiada de bola de Elias para Fábio Santos e o goleiro Tiepo interceptou a jogada. Aos 19, Otero arriscou de longa distância e a bola saiu à direita do gol. Dois minutos depois, o venezuelano cobrou falta sobre o gol.

Em novo ataque atleticano, Luan ajeitou a bola e Elias chutou de fora da área, por cima do gol. Aos 27, Ricardo Oliveira recebeu passe na grande área pela direita e foi travado na hora do arremate.

Aos 38, Otero cobrou escanteio e Luan chutou de primeira, também sobre o gol. Nathan acertou a trave aos 47 minutos, na última chance do Galo na etapa inicial.

O Atlético voltou do intervalo com Cazares no lugar de Leonardo Silva e sofreu o segundo gol aos quatro minutos, com Everaldo.
O Galo quase diminuiu aos seis minutos, quando Cazares cruzou na segunda trave e Ricardo Oliveira cabeceou para fora.

Aos 13 minutos, Ricardo Oliveira foi substituído por Di Santo. Aos 15, Guga sofreu pênalti de Everaldo, Di Santo cobrou e Tiepo fez a defesa no canto direito.
Após cobrança de escanteio de Otero, Cazares pegou a sobra e concluiu à esquerda do gol. Aos 25, Geuvânio entrou no lugar de Elias.

Igor Rabello marou aos 29 minutos, mas a arbitragem anulou o gol do zagueiro atleticano, alegando falta do próprio defensor na jogada.

Aos 45, Otero chutou de fora da área e Tiepo fez a defesa no canto direito. O meia venezuelano cobrou falta nos acréscimos e a bola saiu rente à trave.

ATLÉTICO 0 x 2 CHAPECOENSE

Atlético
Cleiton; Guga, Leonardo Silva (Cazares), Igor Rabello, Fábio Santos, Réver, Nathan, Elias (Geuvânio), Luan, Otero e Ricardo Oliveira (Di Santo).
Técnico: Vagner Mancini.

Chapecoense
Tiepo; Renato (Eduardo), Douglas, Maurício Ramos (Rafael Pereira), Bruno Pacheco, Márcio Araújo, Camilo, Roberto, Henrique Almeida, Everaldo, Dalberto (Elicarlos).
Técnico: Marquinhos Santos.

Árbitro: Diego Pombo Lopez (AB-BA)
Gols: Henrique Almeida (5'/1ºT), Everaldo (4'/2ºT)
Público: 19.058
Renda: R$89.042,00
Estádio: Arena Independência
Cartões amarelos: Cazares, Otero, Igor Rabello (Atlético); Roberto, Henrique Almeida, Dalberto (Chapecoense)