Fabriciano chega a 24% no cadastramento biométrico

Justiça Eleitoral considera número pequeno e incentiva o cadastro o quanto antes

Divulgação

FABRICIANO - De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral, a cidade de Coronel Fabriciano atingiu, nesta quarta-feira (11/09), a marca de 19.269 eleitores biometrizados. Apesar de milhares, o quantitativo daqueles que já fizeram o cadastramento biométrico ainda é considerado pequeno, pois representa apenas 24% do total dos 80.196 eleitores pertencentes ao município.

Embora ainda não seja obrigatório para as cidades do Vale do Aço, a Justiça Eleitoral incentiva o eleitor a registrar a sua biometria o quanto antes, a fim de se evitar longas filas e, principalmente, para ser identificado com mais segurança nas próximas eleições.

Enquanto isso, em todo o país, cerca de 72% dos eleitores já fizeram o seu cadastro, o que equivale a mais de 106 milhões de brasileiros.

O Programa de Identificação Biométrica da Justiça Eleitoral tem por objetivo cadastrar os dados biométricos (impressões digitais, fotografia e assinatura) de todo o eleitorado, em âmbito nacional, para garantir que o eleitor seja único no cadastro. Dessa forma, uma pessoa não poderá tentar se passar por outra ao se apresentar para o exercício do voto.

Em alguns municípios, como Governador Valadares, Caratinga e Itabira, o procedimento já é obrigatório, enquanto nos demais se tornará muito em breve, uma vez que a coleta dos dados está sendo realizada de forma progressiva em todo o país.

Mais cedo ou mais tarde todos os eleitores brasileiros terão que se recadastrar, por isso muitos cartórios (onde ainda não há obrigatoriedade) estão disponibilizando o atendimento ordinário, que oferece a possibilidade de o eleitor fazer o cadastramento de forma voluntária.

Quando a biometria for obrigatória na cidade e o eleitor perder o prazo, o título poderá ser cancelado. Sem o documento, o eleitor não conseguirá emitir passaporte nem carteira de identidade. Além disso, poderá ter o seu CPF cancelado; se tiver função ou emprego público, poderá ficar sem receber o salário; não conseguirá obter empréstimos em bancos públicos nem se matricular em instituições de ensino. Poderá, inclusive, perder benefícios oferecidos pelo Governo Federal como, por exemplo, o Bolsa-Família.

Para facilitar, o interessado pode ligar para o telefone 148 e agendar dia e horário para ser atendido no Cartório Eleitoral mais próximo de sua residência. O eleitor deverá apresentar documento de identidade e comprovante de residência recente, ambos originais.

O Cartório Eleitoral de Coronel Fabriciano está localizado na Rua Pedro Nolasco, 506, Centro, e funciona de segunda a sexta, no horário das 12 às 18h.