Conselho de Ética inicia procedimento para julgar André Janones

Solidariedade argumenta que o deputado mineiro cometeu os crimes de calúnia, difamação e injúria

Uarlen Valerio / O Tempo / 08.02.2019


Deputado deve sair do Avante
O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara vai sortear a lista tríplice para escolha do relator da representação apresentada pelo partido Solidariedade contra o deputado mineiro André Janones (Avante). A sigla alega que Janones publicou dois vídeos nas redes sociais ?ofendendo os membros do Parlamento e trazendo dados inverídicos sobre a atuação do Poder Legislativo?. Isso foi durante a votação do projeto de abuso de autoridade.

Em um dos vídeos, o deputado chama os colegas de ?canalhas? e ?vagabundos? e ainda diz que os parlamentares seriam favoráveis ao texto porque sabiam que posteriormente poderiam ser julgados. O Solidariedade alegou que os políticos não podem ser chamados assim e que o deputado cometeu os crimes de calúnia, difamação e injúria.

Procurado, o parlamentar disse que não cometeu nenhuma irregularidade em contar para os brasileiros que na Câmara existem políticos corruptos e, assim como em todo setor da sociedade, também há pessoas boas e ruins. ?É uma tentativa de me intimidar porque a gente tem feito um trabalho que tem incomodado os membros da velha política?, afirmou Janones. Ele acredita que o tema não vai para frente.