Delegado vai analisar vídeos, áudios e depoimentos em inquérito de Cazares

Fávio Rabello Teymeny, da Delegacia de Lagoa Santa, é o responsável por averiguar o caso

Alexandre Mota


Cazares deixou a delegacia no final da noite de segunda-feira (9) após prestar depoimento
As investigações sobre as acusações que recaíram sobre o meia do Atlético, Juani Cazares, agora estão sob a responsabilidade do delegado Fávio Rabello Teymeny, da Delegacia de Lagoa Santa, na região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele deve analisar vídeos e áudios, além de interrogar outras pessoas que participaram da festa com o atleta.

De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, o delegado instaurou inquérito para averiguar o caso. Ao longo da semana, o delegado vai ouvir mais depoimentos. Cazares foi acusado por duas mulheres de agressão e estupro durante uma festa na casa dele, na madrugada dessa segunda-feira (9). O caso foi encaminhado para delegacia de Vespasiano, também na região Metropolitana.

O delegado dessa unidade, Marcelo Mandel, ouviu seis pessoas, além do jogador, que negou as acusações. Por falta de indícios que continuassem um flagrante, o policial liberou Cazares depois que ele foi ouvido.