Queda no desempenho fora de casa faz Galo viver pior sequência em oito anos

Atlético não perdia quatro jogos seguidos pelo Campeonato Brasileiro desde 2011

Bruno Cantini/Atlético


Time de Rodrigo Santana está jogando bem, mas pecando nas finalizações e perdendo jogos importantes
A transformação no desempenho fora de casa depois da pausa para a Copa América tem custado caro ao Atlético. Famoso "visitante indigesto" antes do início da competição de seleções, o Galo abriu o Campeonato Brasileiro vencendo seus três primeiros jogos, dois deles longe de seus domínios, contra Vasco e Ceará. Após o torneio vencido pela seleção brasileira, porém, o desempenho neste cenário caiu consideravelmente. O Galo venceu apenas uma partida fora de casa desde então, contra a Chapecoense, e perdeu três: Athletico-PR, Corinthians e Botafogo.

As derrotas custaram caro ao Atlético, que não só se distanciou dos líderes, estando agora 12 pontos atrás do Flamengo, primeiro colocado, como saiu do G-6 da Libertadores e está apenas no oitavo lugar do Brasileiro, com 27 unidades. Além disso, a sequência negativa é a pior do Galo no Brasileiro em oito anos. Fora as três derrotas citadas como visitante, o Atlético também foi derrotado pelo Bahia, em casa. O time alvinegro não perdia quatro jogos seguidos no torneio nacional desde 2011, quando sofreu cinco reveses consecutivos, perdendo para Figueirense, Coritiba, Corinthians, Botafogo e Cruzeiro.

O curioso é que a derrota para o Figueira causou a demissão de Dorival Júnior na época. Seu substituto foi Cuca, que perdeu as quatro partidas seguintes e ainda foi eliminado pelo Fogão na Copa Sul-americana. A história, porém, teve final feliz, com o treinador sendo mantido no cargo, salvando o Galo do rebaixamento e conquistando a Libertadores dois anos depois.