Homem é preso após confessar ter estuprado benzedeira virgem de 84 anos

O crime teria acontecido na manhã deste domingo (8), no momento em que a vítima foi a casa do vizinho para benzer sua suposta dor de cabeça

Google Maps/Reprodução


Após o crime, idosa foi levada para a Santa Casa de São Sebastião do Paraíso
Uma idosa de 84 anos, que atua como benzedeira na cidade de São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas, foi estuprada por um vizinho, de 27 anos, no momento em que foi a casa dele para benzê-lo, na manhã deste domingo (8).

Segundo informações do boletim de ocorrência da Polícia Militar, a equipe médica que a atendeu, logo após o crime, informou que a senhora era virgem e que o hímen dela havia sido rompido. Ao ser questionado pela polícia, o suspeito, que foi preso em flagrante, confirmou o ato.

À polícia, a vítima contou que foi à residência do autor, por volta das 11h, para benzê-lo de uma suposta dor de cabeça. Ao entrar na casa, a idosa contou que o homem a jogou na cama e que praticou sexo com ela à força.

A mulher disse ainda que ficou ferida e que, por causa do estupro, a casa do vizinho, a residência dela e todo o local em que ela passou ao fazer o trajeto de volta possuíam marcas de sangue dela.  

Um parente da idosa confirmou à polícia que ela sempre benzia o homem, mas que nunca havia feito isso aos domingos. Porém, a mulher decidiu ir à casa dele por causa da insistência do homem. O parente ainda contou que, quando chegou à casa da benzedeira, viu as marcas de sangue.

O parente disse que, quando questionou a idosa sobre o sangue, que ela alegou que havia caído e machucado a perna. Entretanto, a testemunha contou que não viu nenhum ferimento no membro. A senhora só teria revelado que havia sido estuprada, minutos depois, para uma mulher. A vítima afirmou que estava com medo de contar sobre o crime.

Confissão e calcinha preta

Ao chegar à residência do acusado, o autor confessou aos militares que estuprou a benzedeira. O suspeito tentou fugir da polícia, mas acabou sendo preso em flagrante. A PM confirmou que a casa do homem estava repleta de marcas de sangue e disse que encontrou no banheiro do imóvel do vizinho uma calcinha, que também estava repleta de sangue.

A idosa foi hospitalizada e passaria por uma cirurgia para reconstruir a vagina. No celular do autor, os militares encontraram três fotos dele pelado. O homem disse à polícia que o mesmo aparelho é usado pela filha dele, de 9 anos. Os militares revelaram ainda que, por baixo da bermuda, o suspeito estava vestido com uma calcinha de cor preta.

O suspeito foi levado para a Delegacia de Plantão da cidade.