Tanque de guerra em estádio na Sérvia gera polêmica com vizinha Croácia

Veículo foi exposto diante do estádio do Estrela Vermelha de Belgrado

AFP


Torcedores do Estrela Vermelha posaram para fotos com o tanque de guerra
Um tanque de guerra foi exposto diante do estádio do Estrela Vermelha de Belgrado, uma "atração" segundo o clube sérvio que enfrenta nesta terça-feira o Young Boys suíço pela fase preliminar da Liga dos Campeões, enquanto que a Croácia viu o ato como uma "provocação".

Exposto na segunda-feira sobre uma plataforma diante do estádio, esse tanque, um T-55 restaurado, foi imaginado como "o ponto culminante de exaltação" antes da partida de volta contra a equipe suíça (2-2 na ida), explicou uma torcida organizada do Estrela Vermelha em seu site.

O veículo simboliza "a máquina do Estrela Vermelha que começa a andar" e o 'Serverna Armija' (Exército do Norte, em sérvio), nome da torcida organizada do clube, segundo esta mesma fonte.

Algumas horas antes da partida, torcedores do clube subiam no tanque, decorado com o escudo do Estrela Vermelha, para tirar fotos, constataram jornalistas da AFP.

A aparição do tanque aconteceu alguns dias após um incidente violento na Croácia, no qual sérvios foram agredidos em um vilarejo da região de Knin (centro) enquanto assistiam à partida de ida entre o Estrela Vermelha e o Young Boys.

Homens encapuzados e armados de bastões destruíram o interior de dois bares e feriram cinco pessoas.

As relações entre as comunidades sérvia e croata ainda são frágeis, quase 25 anos após o fim da guerra da independência da Croácia em 1995.

A exibição do tanque de guerra provocou reações efusivas na imprensa croata, que lembrou do bombardeio pelas forças sérvias do vilarejo de Vukovar (leste) no início do conflito sérvio-croata (1991-1995).

Assim, o diário esportivo croata Sportske novosti denunciou uma "provocação mórbida de Belgrado": "Eles querem jogar a Liga dos Campeões enquanto celebram um de seus piores crimes".

O site croata de notícias Inder.hr afirmou que "o Estrela Vermelha expôs diante de seu estádio um tanque de Vukovar", embora nem o clube, nem os torcedores sérvios tenham confirmado essa declaração.

A "nova atração", como o tanque está sendo chamado no site da torcida organizada do Estrela Vermelha, também dividiu os torcedores do clube, que deixaram centenas de comentários nas redes sociais.

Para o torcedor Milan Bizic, trata-se de "uma resposta fenomenal aos ataques contra os simpatizantes do Estrela Vermelha na região de Knin". Já Milos Stancic acredita que a exibição de um tanque é "de mau gosto" e "não tem nada a ver com o clube".

O ministro do Interior da Sérvia, Nebojsa Stefanovic, declarou que o tanque, que ele descreveu como uma "maquete", foi vistoriado e não apresenta qualquer perigo.

"O Ministério Público disse que não há elementos criminosos no caso e, por isso, não há motivo para uma intervenção da polícia", explicou o ministro à imprensa.