Grupo francês doará 10 milhões de euros para combater queimadas na Amazônia

A promessa vem em meio às polêmicas entre Jair Bolsonaro e Emmanuel Macron

Instagram/reprodução


O grupo francês LVMH doará 10 milhões de euros para ajudar no financiamento do combate do incêndio na Amazônia
O presidente do grupo francês LVMH, Davide Marcovitch, anunciou nesta segunda-feira (26), que o conglomerado doará 10 milhões de euros para ajudar no financiamento do combate do incêndio na Amazônia. O anúncio foi feito para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), durante almoço oferecido nesta segunda-feira na capital paulista, pela Câmara de Comércio França-Brasil (CCFB). O grupo congrega empresas como Louis Vuitton e Espumantes Chandon. Ao tomar a palavra, na sessão de perguntas e respostas, depois que Maia terminou seu discurso quase todo focado na questão das queimadas e nas polêmicas entre os presidentes brasileiro, Jair Bolsonaro, e o francês, Emmanuel Macron, o executivo disse a Maia que acabava de receber mensagem da matriz do grupo LMVH, da França, de que a empresa iria liberar os recursos. "Presidente Rodrigo Maia, quero informá-lo que acabo de receber mensagens do grupo LMHV, que representa a Louis Vuitton e Chandon no Brasil, que vamos doar 10 milhões de euros para ajudar no combate às queimadas na Amazônia", disse o executivo.