Protesto contra projeto de abuso de autoridade reúne centenas de pessoas

Os manifestantes ocuparam toda a extensão da praça, mas o trânsito no entorno não é prejudicado.

Uarlen Valério


Centenas de pessoas ocupam a Praça da Liberdade em protesto
Centenas de pessoas se reúnem na manhã deste domingo (25), na Praça da Liberdade, no bairro Funcionários, região Centro-sul de Belo Horizonte, em protesto contra o Projeto de Lei 7.596/17, que define os crimes de abuso de autoridade. Os manifestantes ocuparam toda a extensão da praça, mas o trânsito no entorno não é prejudicado.

O ato começou às 10h. Como já é tradição em protestos comandados por grupos pró-governo, os participantes se vestem em tons de verde e amarelo e usam adereços com a bandeira do Brasil. 

No discurso, predominam críticas ao projeto de lei que, para os manifestantes, dificultaria o trabalho de magistrados e agentes públicos no desempenho de suas funções. "Essa lei deveria se chamar 'Lei de proteção ao corrupto'. A desculpa de que é para proteger o cidadão é uma mentira. Eles (parlamentares) querem é se blindar, se proteger", opinou Kátia Pegos, coordenadora do movimento Vem pra Rua Minas e uma das organizadoras do evento.

Também são feitos ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e a parlamentares que foram eleitos com um discurso anticorrupção, mas que não estariam agindo conforme o prometido.