Madonna pede que Bolsonaro mude suas políticas e o chama de 'Borsalino'

A cantora foi notificada sobre o erro e corrigiu-o rapidamente, mas o nome já havia viralizado

Angela Weiss/AFP


No texto, Madonna também reflete sobre feminismo e sororidade entre mulheres
Assim como Leonardo DiCaprio, Ariana Grande e outras celebridades, Madonna usou as redes sociais nesta quinta-feira (22) para se posicionar sobre as queimadas que tem acontecido no Norte do Brasil. Através de seu Instagram, a cantora publicou uma foto que mostra a queimada e cobrou um posicionamento do presidente brasileiro Jair Bolsonaro (PSL). "Os incêndios estão furiosos e a Amazônia continua queimando. Isso é uma devastação para o Brasil -para os povos indígenas que vivem lá e para as espécies de plantas e animais que fazem desta a floresta biológica mais importante! Presidente Borsalino, por favor, mude suas políticas e ajude não só o seu país, mas o planeta inteiro. Nenhum desenvolvimento econômico é mais importante do que proteger esta terra. Nós precisamos acordar! O futuro da floresta tropical afeta o futuro do mundo", escreveu.
Internautas chamaram a atenção para o fato do sobrenome do presidente ter sido digitado de maneira incorreta pela cantora, que ao invés de "Bolsonaro", escreveu "Borsalino". Madonna foi notificada sobre o erro e corrigiu-o rapidamente, mas o nome já havia viralizado. Além de tornar o "apelido" um dos assuntos mais comentados no Twitter, os internautas descobriram que Borsalino é o nome de uma marca italiana de chapéus.