Santana celebra vitória, mas lamenta várias chances perdidas

Técnico destaca que Atlético precisa trabalhar mais e melhor as finalizações

Bruno Cantini / O Tempo

O Atlético dominou o jogo, criou várias chances, perdeu um pênalti e apenas no primeiro tempo acertou a trave três vezes, mas saiu do Independência com uma apertada vitória por 2 a 1 sobre o La Equidad, na noite desta terça-feira (20), pelo duelo de ida das quartas de final da Copa Sul-americana.

Vencer é sempre bom, mas com o domínio do jogo e as quantidades de chances criadas, ficou a sensação de que o Galo poderia ter construído uma melhor e enorme vantagem. Não à toa, o técnico Rodrigo Santana comemorou a vitória e o desempenho alvinegro, mas lamentou as oportunidades desperdiçadas e disse que seu time precisa trabalhar mais as finalizações.

"Falamos durante a semana que o jogo seria muito difícil, e ele se tornou mais difícil quando saímos atrás do placar. Eles (La Equidad) ganharam confiança e sabíamos que eles iam usar e abusar do contra-ataque. Nós tivemos que nos esforçar mais ainda. Mas eu fico feliz pela vitória, que era o mais importante. Conseguimos uma boa vitória. É claro que poderíamos ter feito um placar mais elástico. Acertamos três bolas na trave, perdermos pênalti, tivemos 22 finalizações, mas tivemos equilíbrio para virar o jogo e conseguir a vitória", destacou o treinador.

"Ficamos felizes por estarmos criando, mas a ansiedade para marcar os gols tem atrapalhado. No entanto, isso faz parte. No pós-jogo com vídeo vamos trabalhar isso melhor e melhorar as finalizações", completou.

Com a vitória, o Atlético precisa apenas de um empate no duelo de volta, na próxima terça-feira (27), às 21h30 (de Brasília), na Colômbia, para garantir o avanço às semifinais da Sul-americana. Caso avance, o Galo vai encarar o Colón-ARG.