Motorista de caminhão que esmagou carro é preso por homicídio

Em seu despacho, delegado disse que, nas condições em que o condutor dirigia, a fatalidade era previsível

Alex de Jesus


Carro ficou completamente destruído ao ser esmagado por caminhão
O motorista, de 57 anos, que conduzia um caminhão que esmagou um carro causando a morte da psicóloga Ivanilda José Basílio Felisberto, de 59 anos, nesta segunda-feira (19), no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul de Belo Horizonte, foi preso em flagrante pela Polícia Civil por homicídio com dolo eventual. Ele foi conduzido à Delegacia de Trânsito da corporação após a colisão.

Segundo a corporação, não coube fiança para o caso dele. A decisão foi tomada pelo delegado de plantão Ângelo Ramalho. Informou também que as investigações seguem em curso.

Em seu despacho, o delegado relatou que o motorista não respeitou a regra de trânsito de transitar com caminhão em local proibido e se mostrou indiferente ao operar a caçamba com peso significativo. Com isso, constatou que era ?totalmente previsível a fatalidade ocorrida.?

Ramalho destaca também que o condutor trafegou em local proibido por ser de ?acentuado o declive, com grande risco de acidente, com grande risco de acidente.? Dessa forma, ele ratificou a prisão do motorista.

O homem, cuja identidade não foi informada pelas autoridades, não se feriu no acidente. Ainda não está claro se ele saltou do caminhão desgovernado. 

Entenda a dinâmica da colisão clicando aqui.