Jovem tenta matar comerciante que reagiu a roubo com spray de pimenta

Criminoso foi localizado escondido na casa do tio na cidade de Oliveira

Uarlen Valério


Homem também é investigado por uma série de roubos na cidade e em outros municípios da Grande BH
Um homem de 28 anos foi preso suspeito de cometer uma tentativa de latrocínio contra uma comerciante, de 47, em Juatuba, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ele também é investigado por uma série de roubos na cidade e em outros municípios da Grande BH. Na tarde desta quarta-feira (14), a Polícia Civil deu detalhes da investigação, e informou que Rodrigo Eustáquio Ferreira, até então, não tinha passagens pela polícia.

 "No dia 31 de julho, o autor Rodrigo foi até o estabelecimento da vítima e lá chegando se passou por cliente, pegou um fardo de cerveja e, já no caixa, anunciou o assalto. A vítima acreditando que a arma poderia ser uma réplica disparou um gás de pimenta nele, que assustou e efetuou um disparo na cabeça dela", explicou o delegado Sérgio Fernandes Ferreira.

O crime foi registrado por câmeras de monitoramento e foi possível ver que o homem fugiu em um carro. Durante levantamentos, a polícia descobriu que ele era morador de Betim, esteve em sete endereços que estariam ligados ao investigado, mas ele não foi localizado.

"Nós montamos uma força-tarefa com a Polícia Militar e conseguimos identificar que ele estava na casa de um tio em Oliveira (Região Centro-Oeste de MG). Chegando lá já abordamos o autor. Ele tentou fugir, mas foi contido", detalhou o delegado. Na casa de um amigo do suspeito foram apreendidos uma pistola calibre 9mm, 33 munições e R$ 2.960 em dinheiro.

Vítima

De acordo com a Polícia Civil, a vítima da tentativa de latrocínio já recebeu alta médica e se recupera em casa. A bala está alojada na cabeça da mulher.

Série de roubos

O homem, segundo a polícia, já teria sido reconhecido por ao menos outras duas vítimas de roubos em Juatuba. "Ainda estamos em apuração, mas em ao menos oito ocorrências ele é suspeito. Ele demonstra ser um rapaz violento e não ter amor à vida", destacou o policial.

O delegado também alertou que vítimas não deve reagir aos crimes. "Não devemos reagir nessas situações. Porque a pessoa pode ser ou não perigosa. Mas ela pode assustar e efetuar o disparo", finalizou.

À polícia, o bandido confessou a tentativa de latrocínio ainda em Oliveira. Aos jornalistas, o jovem, que faz aniversário na próxima sexta-feira (16), se limitou a dizer que era inocente e não tinha nada a declarar.