Manifestantes fazem ato em Belo Horizonte em defesa da educação

Grupo se concentrou na praça da Assembleia e depois desceu em passeata rumo à praça Sete

Uarlen Valério


Manifestantes realizaram uma assembleia antes de partirem em passeata
Uarlen Valério


Manifestantes caminham rumo a praça Sete no centro de Belo Horizonte
Servidores da educação e outras categorias realizam uma manifestação em Belo Horizonte nesta terça-feira (13). Centenas de pessoas se concentraram na praça da Assembleia, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul, e posteriormente vão caminhar até a praça Sete. O ato em defesa da educação acontece em todas as capitais dos estados e em algumas outras cidades do país.

Na capital mineira, o grupo se concentrou, às 14h, em frente à Faculdade de Ciências Econômicas (Face) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Em seguida, em ônibus, deslocaram para a praça da Assembleia. O protesto recebeu o nome de "13 de Agosto - Novo Tsunami da Educação" e até mesmo uma página nas redes sociais foi criada.

O grupo também protesta contra a Reforma da Previdência e nomeações de concursos públicos. Faixas foram colocadas na escadaria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A Polícia Militar acompanha o ato, com equipes do Batalhão de Choque e Cavalaria, e não há, por enquanto, registros de ocorrências.