Turista mineiro morre afogado durante férias com os filhos na Bahia

A vítima era consultor do sistema financeiro do Banco Central; ele era servidor do órgão desde 1992

Reprodução/TV Bahia

Youtube/reprodução

Um turista mineiro que passava férias com os filhos, de 12 e 14 anos, morreu afogado, nesta segunda-feira (22), na praia de Arembepe, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador. A vítima, Cleófas Salviano Junior, de 55 anos, era formada em Ciências Econômicas pela UFMG e, desde 1992, era servidor do Banco Central em Brasília. Atualmente, atuava no órgão como consultor do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro. De acordo com Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar da Bahia, Júnior entrou no mar, que estava bastante agitado, e não conseguiu retornar. Foi empenhado um helicóptero para realizar o resgate. "O mar estava agitado e com isso ele perdeu as forças e não conseguiu retornar para a praia. Foi preciso um helicóptero para resgatá-lo. Nos últimos dias o mar está muito revolto, apresentando risco altíssimo para o banho. A Marinha até emitiu alerta para que as pessoas evitem entrar na água", afirmou capitão Victor, da assessoria de comunicação, da Graer.   Os militares realizaram manobras de primeiros socorros enquanto esperavam a chegada o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas de acordo com o capitão Victor, a vítima não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.  Testemunhas contaram que os filhos presenciaram o afogamento do pai.  Cleófas passava férias com os filhos e estava hospedado em uma pousada localizada na praia. Em sua identidade, constava que ele era natural de Minas Gerais, mas vivia em Brasília.  Mar agitado Nos último dias, a Marinha tem emitido alertas acerca do mau tempo que atinge o litoral da Bahia. Em comunicado divulgado pela instituição no domingo (21), a passagem de um sistema frontal deve levar ventos de até 60 km/h ao litoral do Estado, até esta quarta-feira (23). Devido à força do vento, tem sido observado aumento das ondas em alto mar em direção à costa, com altura que varia de 3 a 4 metros.  De acordo com a Marinha, as ocorrências são previstas principalmente ao sul de Salvador, até quarta-feira à noite, e ao norte de Salvador, até quinta-feira (24).