Goleiro Bruno Fernandes deixa cadeia e vai para o semiaberto

Pedido de progressão de regime para o semiaberto foi concedido nessa quinta-feira

Uarlen Valério


STF já comunicou TJMG sobre prisão de Bruno
O goleiro Bruno Fernandes deixou na noite desta sexta-feira  o presídio de Varginha, no Sul de Minas. O pedido de progressão de regime para o semiaberto foi concedido nessa quinta-feira (18). Mesmo fora da cadeia, o atleta não deve voltar para os gramados. Isso porque a decisão do juiz Tarcisio Moreira de Souza impõe que ele fique em casa de 20h às 6h, e também nos domingos e feriados.

O diretor do Boa Esporte, Rildo Moraes, informou ontem não saber se o jogador ainda tem compromisso com o time ? um contrato entre o time e o jogador foi firmado em 2017. ?Cheguei hoje (ontem) de viagem e estou sabendo só agora que ele vai deixar a prisão?, disse Moraes.

Fato é que a limitação de horário dificultaria a atuação de Fernandes em jogos à noite ou aos domingos. Além de chegar em casa cedo, o atleta vai precisar comprovar que está trabalhando em 30 dias. Todos os meses ele terá que ir ao fórum prestar contas de suas atividades. Procurada, a defesa do goleiro não se manifestou. 

Sem tornozeleira

Mesmo no semiaberto, Bruno Fernandes não vai precisar usar tornozeleira. O advogado criminalista Lázaro Guilherme explicou que o uso do equipamento é determinado pelo magistrado. ?Era uma opção do juiz, ele optou por não fixar. Talvez por causa da  falta da tornozeleira em Minas Gerais?, analisou