Motoristas de aplicativo fazem nova manifestação no centro de BH

Carreata está concentrada em frente ao Parque Municipal, na avenida Afonso Pena; profissionais criticam PL que regulamenta a atividade

Nidin Sanches ? 7.7.2015


Prestação de serviço de transporte por meio de aplicativos é relação de consumo; assim, quem se sentir prejudicado deve procurar o Juizado Especial
Motoristas de aplicativo que atuam em Belo Horizonte se reúnem nesta terça-feira (2) para uma nova manifestação no centro da cidade. No fim da manhã, os profissionais se concentraram na Praça do Papa, região Sul da capital, e por volta das 13h50 chegaram em carreata à avenida Afonso Pena, onde ocuparam duas faixas em frente ao Parque Municipal. Manifestantes seguem em deslocamento para a avenida dos Andradas. 

O protesto foi convocado por lideranças de entidades e movimentos que lutam contra o Projeto de Lei 490/2018, que regulamenta a atividade em Belo Horizonte. 

Uma alteração no texto original, aprovado no primeiro turno na Câmara Municipal, prevê que apenas veículos do tipo sedã, com, no mínimo 85 cavalos de potência, e idade de fabricação limitada a oito anos estariam aptos a rodar. Em três anos, o limite de fabricação cairia para cinco anos. 

Um manifesto compartilhado pela Uber em suas redes sociais apontam que as medidas, se aprovadas em segundo turno, tirariam cerca de 25 mil motoristas, tanto das ruas de Belo Horizonte quanto da região metropolitana. 

Esta matéria está em atualização.