Menos de 50 pessoas permanecem desaparecidas desde a tragédia em Brumadinho

Militares do Corpo de Bombeiros trabalham ininterruptamente desde o rompimento da barragem

Alex de Jesus/ O Tempo


Operações continuam ininterruptamente desde o dia 25 de janeiro, quando a barragem rompeu e devastou a região do Córrego do Feijão
O número de pessoas desaparecidas desde o rompimento da barragem em Brumadinho, na região Metropolitana de Belo Horizonte, no dia 25 de janeiro, caiu para 49, de acordo com a Defesa Civil de Minas Gerais. De lá para cá, o Corpo de Bombeiros conseguiu resgatar 228 vítimas da tragédia, que já foram identificadas por suas famílias.  O trabalho da corporação segue ininterruptamente há 80 dias, quando aconteceu o colapso da estrutura e não há previsão para o encerramento das buscas. "Agradecemos a todos pelo apoio que temos recebido, o que nos permitirá seguir buscando por 80 dias mais, se for necessário", informou a assessoria por meio de nota, que também agradeceu o apoio das famílias das vítimas.  Ao longo deste domingo (14), 139 bombeiros permanecem divididos em 19 frentes de trabalho e contam com o apoio de 73 máquinas pesadas e um drone. No sábado (13), os militares encontraram um caminhão reboque, que será desenterrado nesta tarde.