Levir cita 'pânico', mas não vê 'falhas ridículas' em atuação do Galo

Treinador do Atlético afirmou que ainda acredita na classificação do Atlético e que "ninguém" esperava os 4 a 1 para o Cerro Porteño

Reprodução/FOX


Levir Culpi é o recordista de jogos na Libertadores pelo Atlético, mas está perto da eliminação
Mais uma atuação ruim do Atlético na Copa Libertadores. E desta vez, a chance real de ser eliminado na fase de grupos. Para somar ao mal momento do time, o treinador Levir Culpi deu mais uma coletiva sem grandes explicações diante da derrota para o Cerro Porteño. Chegou a se confundir algumas vezes e, na análise, afirmou que ninguém esperava os 4 a 1.  Quando pontuou sobre as falhas sucessivas da defesa do Galo, que levou quatro gols em 13 minutos no primeiro tempo quando vencia o jogo por 1 a 0 - gol de Ricardo Oliveira, o comandante técnico preferiu enaltecer os rivais paraguaios, afirmando que não houve nenhuma "falha ridícula" do sistema defensivo alvinegro. "Eu não digo inadmissível. Estamos ali dentro de campo e sujeito a falhar. Mas nos quatro jogos não foram falhas ridículas do sistema defensivo, nem nada. Temos o adversário também, tiveram mérito no resultado. Eles estavam numa noite mais iluminada e a bola entrou. Felizmente não saiu ninguém machucado".  Sobre a situação na competição, Levir ainda crê na classificação do Atlético para as oitavas. Para tanto, um milagre seria bem-vindo. Com seis pontos, o Galo enfrenta o Nacional em casa e o Zamora fora. Teria de vencer os uruguaios de goleada e esperar uma derrota do Bolso em casa para o Cerro, que já está classificado.  "Por que não? Tudo pode acontecer. Quem esperava esse resultado? O time disputou um primeiro tempo fora da média. Eles fizeram quatro gols em quinze minutos, coisa estranha. Mas é possível de acontecer. Saímos na frente do jogo, mas não tivemos a capacidade para controlar".