"Não vejo a hora de fazer o mesmo. Morreram felizes", escreveu aluna de MG

Mensagens parabenizando assassinos de Suzano estavam em status de WhatsApp da garota; polícia foi acionada em escola da cidade

A Polícia Militar de Curral de Dentro, no Norte do Estado, registrou uma ocorrência de apologia ao crime, nessa quinta-feira (14), após ser acionada em uma escola da cidade. Uma das alunas, de 16 anos, através do status do WhatsApp, parabenizou os jovens que assassinaram dez pessoas dentro da Escola Estadual Raul Brasil, na cidade de Suzano, em São Paulo, nesta semana.

De acordo com o boletim de ocorrência da corporação, militares foram acionados na Escola Estadual de Maristela, onde foram informados do conteúdo das mensagens. Nelas, a garota afirmou que "as vítimas mereciam morrer, que os atiradores mataram quem eles queriam e que os criminosos morreram felizes". Não satisfeita, a estudante afirmou que "não via a hora de fazer o mesmo".

Além da polícia, conselheiros tutelares estiveram na instituição, advertiram e orientaram a jovem. O caso foi registrado na Delegacia de Taiobeiras, cidade vizinha. A reportagem de O TEMPO aguarda um posicionamento da Polícia Civil e da Secretaria de Estado de Educação. As ligações na escola ainda não foram atendidas.