Câmara repete Senado e também cria uma CPI sobre Brumadinho

Colegiado será compost por 43 deputados e terá quatro meses para investigar as causas e responsáveis pelo rompimento da barragem da Vale na cidade mineira

Um mês e meio depois desde o primeiro requerimento que pedia a instalação da CPI, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criou, nesta quinta-feira (14), a CPI de Brumadinho na Casa. O ato acontece dois dias depois do Senado também instalar um colegiado sobre o assunto. 

A CPI de Brumadinho será composta por 43 deputados e terá quatro meses para investigar as causas e responsáveis pelo rompimento da barragem da Vale na cidade mineira. 

Apesar da criação ter sido confirmada, ainda não há data certa para a instalação, de vez, do colegiado. Especula-se que deve ocorrer na próxima quarta-feira. 

A batalha nos bastidores, agora, é pela indicação de presidente e relator do colegiado. Membros da bancada mineira querem que os postos fiquem com parlamentares do Estado.