Homem coloca fogo no corpo de mulher por ela não querer fazer sexo com ele

O suspeito pediu uma moradora de rua que fizesse um programa com ele, como ela não quis, ele ateou fogo no corpo da vítima

Um homem de 33 anos queimou o rosto, pescoço, braços, seios e costas de uma mulher de 40 anos porque ela não quis manter relações sexuais com ele e foi dormir. O crime hediondo aconteceu na madrugada desta quinta-feira (14) em Curvelo, na região Central de Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima é moradora de rua e estava em um pátio de um posto de combustíveis as margens da BR-040 quando o suspeito chegou e pediu que a mulher fizesse um programa sexual com ele.

A mulher contou aos militares que negou o pedido e se deitou para dormir. Minutos depois ela percebeu um líquido cair em seu corpo e sentiu o cheiro de álcool. Quando abriu os olhos viu o suspeito com um isqueiro na mão e ele ateou fogo na vítima.

Nesse momento a mulher tirou a blusa e começou a gritar por socorro, com o intuito de diminuir o fogo, mas o suspeito ainda tentou enforcá-la para que as chamas consumissem seu corpo. A vítima lutou com o homem e conseguiu correr. Ela pediu ajuda em um bar próximo ao local do crime.

O dono do estabelecimento chamou a polícia e a vítima foi socorrida para o Hospital Imaculada Conceição, em Curvelo. Ela precisou ficar internada por causa das queimaduras. A reportagem de O TEMPO entrou em contato com o hospital que informou que a vítima continua internada e que não pode dar mais detalhes do estado de saúde dela.

Antes de ser levada ao hospital a mulher disse que já conhecia o homem e que ele também era morador de rua, mas que há alguns dias estava trabalhando em um posto de gasolina.

A Polícia Militar foi até o posto e foi informada que o suspeito trabalhava lá há 10 dias. Ele foi encontrado no posto com sinais de embriaguez e confessou os dois crimes. O homem foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Plantão de Curvelo.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito foi autuado por tentativa de feminicídio e será encaminhado ao sistema prisional. O caso será investigado.