Agentes surpreendem 15 presos que preparavam fuga de presídio em Ribeirão das Neves

O caso aconteceu por volta de 1h30 e, no local, agentes encontraram um buraco na parede e uma corda de lençóis

A madrugada de segunda-feira (11) começou agitada no Presídio Inspetor José Martinho Drumond quando agentes da penitenciária encontraram um buraco na parede de uma cela na qual havia 15 presos.

O caso aconteceu por volta de 1h30 e, no local, também foi encontrada uma corda de lençóis conhecida pelo apelido de ?Tereza?, costumeiramente usada durante fugas.

Em nota divulgada, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), afirmou que foi instaurado um procedimento interno para apurar o fato. Além disso, os homens que estavam na cela passarão pelo Conselho Disciplinar da unidade e podem sofrer sanções.

Histórico de tentativas

No mês de janeiro foram registradas algumas tentativas de fuga em presídios localizados na região Metropolitana de Belo Horizonte.

No dia 5 do mês passado, dois detentos que cumpriam pena no Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, foram surpreendidos quando tentavam serrar as grades da cela para fugir.

Além dessa tentativa, três dias depois, no dia 8 de janeiro, os agentes do mesmo presídio em que aconteceu a tentativa na madrugada desta segunda, em Ribeirão das Neves, encontraram um buraco que já estaria quase pronto numa cela na qual havia cerca de 20 presos.

Àquela época, a Sesp afirmou que os presos que estavam no local foram realocados.