Minas registra quatro mortes prováveis por dengue em 2019

Além disso, o número de casos suspeitos da doença vem aumentando desde o início do ano

Em Minas Gerais, já foram registrados quatro casos de morte suspeitos de dengue nos 42 primeiros dias de 2019. A informação foi divulgada em boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (4) pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

No ano passado, foram confirmados oito óbitos por dengue. As vítimas eram moradores dos municípios de Araújos, Arcos, Conceição do Pará, Contagem, Ituiutaba, Lagoa da Prata, Moema e Uberaba. Outros 16 óbitos ainda estão sob investigação.

Além disso, o número de casos suspeitos da doença vem aumentando desde o início do ano. Último levantamento apresentado pelo órgão aponta que foram registrados 12.323 casos prováveis da doença, quando são levados em consideração os confirmados e os suspeitos, no Estado. No balanço mais atualizado, esse número saltou para 17.860 casos prováveis.

Chikungunya e zika

Febre chikungunya e zika, outras duas doenças transmitidas através da picada do mosquito Aedes aegypti, também estão sendo monitoradas pelo órgão do Estado. A secretaria divulgou que em Minas Gerais há 317 casos prováveis da chikungunya, e uma morte está sob investigação.

Já no que diz respeito à zika, foram registrados 92 casos prováveis da doença em 2019.