Reino Unido e Espanha reconhecem Guaidó como presidente da Venezuela

Guaidó foi reconhecido pelos dois países como "presidente constitucional interino"

O Reino Unido e a Espanha reconheceram, nesta segunda-feira (4), o opositor Juan Guaidó como "presidente constitucional interino" da Venezuela.

A posição dos britânicos foi anunciada pelo seu ministro das Relações Exteriores, Jeremy Hunt, ao fim do ultimato dado a Nicolás Maduro para a convocação de eleições.

"Maduro não convocou eleições presidenciais no prazo de oito dias que fixamos. De modo que o Reino Unido, junto com seus aliados europeus, reconhece agora Juan Guaidó como presidente constitucional interino até que se possam realizar eleições confiáveis", tuitou Hunt, pouco depois de a Espanha fazer o mesmo anúncio.

Já a espanha fez o anúncio por meio do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, após o fim do ultimato ao presidente Nicolás Maduro, que se negou a convocar eleições.

"O governo da Espanha anuncia que reconhece oficialmente o presidente da Assembleia da Venezuela, o senhor Guaidó, como presidente encarregado da Venezuela para que convoque eleições presidenciais no menor prazo de tempo possível", afirmou Sánchez no Palácio de Moncloa.