Guilherme de Pádua, agora pastor, lança canal no YouTube após prisão

Primeiro vídeo foi publicado no dia 15 de janeiro e aborda a forma como as pessoas encaram o fato de ele ter se tornado evangélico após cometer um crime brutal

Guilherme de Pádua, condenado por ter assassinado a facadas a atriz Daniella Perez, filha da autora Glória Perez, lançou um canal no Youtube. O primeiro vídeo foi publicado no dia 15 de janeiro e aborda a forma como as pessoas encaram o fato de ele ter se tornado evangélico após cometer um crime brutal. 

Guilherme de Pádua se tornou pastor deixou que deixou a prisão. Ele foi condenado a 19 anos de cadeia pelo crime cometido em 1992, permaneceu apenas 7 anos cumprindo pena e foi liberado.

"Na igreja em que frequento, conheço dezenas de pessoas que eram do crime mudarem de vida porque se tornaram crentes. De certa forma, a igreja é um ambiente muito propício para pessoas que têm a tendência de fazer coisas erradas. A cultura é: precisamos fazer o correto", dizia no vídeo.

No segundo vídeo, Pádua escolheu como tema as facções nas cadeias brasileiras.