Homem é pego com carne roubada, foge e morre depois de cair em vala

Condutor do veículo, de 45 anos, foi preso em flagrante; além da carga, avaliada em R$ 400 mil, foram recuperados R$ 20 mil em dinheiro

Um homem, de 37 anos, morreu em Leopoldina, na Zona da Mata, na noite dessa segunda-feira (10), depois de ter fugido de policiais rodoviários e ter caído em uma vala de dois metros de altura ao ser flagrado com 25 toneladas de carne roubada avaliada em R$ 400 mil. A carga estava em uma carreta que seguia pela BR-116, na altura do km 768. O condutor do veículo, um homem de 45 anos, foi preso em flagrante.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta das 22h30, os agentes abordaram da corporação um carro de passeio, que desobedeceu a ordem de parada e acelerou. Atrás do carro, outros dois veículos, uma carreta com placa do Rio de Janeiro, a qual estava acoplada um semirreboque, com placa do Espírito Santo, seguiram em alta velocidade.

Depois de alguns metros, o condutor da carreta parou bruscamente, e o homem de 37 anos, que estava no banco do passageiro, correu para um matagal próximo à rodovia. Durante a fuga, ele caiu na vala e se feriu gravemente. O homem chegou a ser socorrido pelo Samu e encaminhado para um hospital em Leopoldina, mas morreu no local.

O motorista da carreta foi preso em flagrante. No semirreboque da carreta estava a carga de carnes, que havia sido roubada em Ibiraçu, no Espírito Santo, no dia 5 de dezembro.

Carro abandonado

O condutor do carro de passeio que tinha sido abordado abandonou o veículo alguns quilômetros à frente da ocorrência. A pessoa que dirigia o carro, entretanto, ainda não foi encontrada pelos agentes.

Nos veículos apreendidos, ainda foram encontrados cerca de R$ 20 mil em dinheiro, além de celulares e uma pedra de crack. O material apreendido foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em Leopoldina.