Atlético mostra evolução, goleia o Botafogo-PB e se classifica

Time alvinegro derrotou o rival da Paraíba por 4 a 0 e garantiu a segunda vitória de Thiago Larghi no comando

ESTADÃO CONTEÚDO

Atlético goleou o Botafogo-PB por 4 a 0 na Copa do Brasil

Aos poucos, o Atlético vai retomando a confiança de seu torcedor. Ontem, no duelo contra o Botafogo-PB, disputado no estádio Almeidão, em João Pessoa,  o clube alvinegro mostrou uma defesa bem postada e soube matar o adversário através jogadas envolventes. O placar de 4 a 0 foi um prêmio  ao time que, desta vez, avançou de fase na Copa do Brasil sem deixar questionamentos.

Na terceira fase, o Galo enfrentará o Figueirense, que eliminou também ontem à noite o Oeste, após bater a equipe paulista por 2 a 1, no Orlando Scarpelli. O estádio, por sinal, receberá o primeiro jogo, possivelmente na próxima quarta-feira, dia 28. A volta ficará para o Independência, no dia 14 de março.

O jogo. Durante o primeiro tempo, o Atlético teve como grande mérito a paciência. Apesar de enfrentar um adversário bem montado pelo técnico Leston Júnior, ex-base de América e Cruzeiro, o time teve solidez defensiva e pouco foi ameaçado. Na frente, ainda apresentava alguns problemas de ligação, muito pela evidente falta de entrosamento entre as peças, que só jogaram pela segunda vez lado a lado nesta formação. Ainda assim, quando foi preciso, a qualidade técnica sobressaiu. Aos 27 min, após bola recuperada no meio-campo, Otero, que vinha jogando pelo meio, recebeu na ponta esquerda. Com a qualidade técnica de bater na bola que lhe é peculiar, cruzou na cabeça de Roger Guedes, que ?fez o facão? no meio da defesa paraibana para mandar de cabeça para o barbante. 1 a 0.

A mesma tônica foi vista no segundo tempo. Trabalhando a bola com outrora e esperando o momento certo para acabar com o adversário, o Galo chegou ao segundo gol aos 15 min, em um rápido contra-golpe puxado por Otero, que lançou Elias. Esperto, o volante deixou Cazares de frente para o crime. O equatoriano teve toda a calma do mundo para driblar dois adversários antes de cutucar para dentro. 2 a 0. A classificação foi sacramentada logo depois, aos 21 min, novamente através de um contra-golpe, desta vez puxado por Roger Guedes. O ponteiro achou Otero, que deu um passe açucarado para Ricardo Oliveira, que não perdoou. 3 a 0. Com fôlego, o clube ainda ampliou o marcador com Luan, novamente em um contra-ataque. Desta vez, em um 3 contra 1, Cazares centrou a bola, achando Otero, que deu de bandeja para o meia-atacante sacramentar a goleada e o retorno da alegria à Cidade do Galo: 4 a 0.