Yimmi Chará garante ter noção da grande rivalidade que envolve o clássico

Atacante colombiano volta ao time do Galo no confronto com o Cruzeiro e pede cabeça tranquila para o time conseguir o resultado positivo

Próximo de disputar pela primeira vez o maior clássico do futebol mineiro, o atacante colombiano Yimmi Chará já tem uma noção da grande rivalidade que envolve os confrontos entre Atlético e Cruzeiro.

?Clássicos sempre são jogos diferentes. A gente sabe da rivalidade que existe entre os torcedores e os clubes, mas não podemos nos deixar influenciar por isso. Precisamos ter a cabeça muito tranquila e mentalizar apenas na forma que vamos atuar para buscar o nosso objetivo?, destacou o jogador atleticano.

De volta ao time titular do Atlético depois de defender a seleção de seu país em dois jogos amistosos, Yimmi Chará afirmou que o time vai precisar entrar em campo muito concentrado se quiser minimizar os erros e conseguir o resultado positivo.

?É um jogo muito importante. Tanto para o que queremos no campeonato, quanto para o torcedor. A equipe está comprometida e sente muito a rivalidade desta partida?, disse Yimmi Chará, que também vai atuar pela primeira vez com a camisa do Galo no Mineirão.

"É um estádio que tem muitas histórias para contar. Esperamos que seja uma boa partida. Não vai ser fácil, mas a nossa equipe está acostumada a jogos desse nível. Vamos tentar fazer as coisas da melhor forma", afirmou o colombiano, que desfalcou o alvinegro nos jogos contra o São Paulo e o Atlético-PR.

Yimmi Chará deverá retornar ao time titular do Atlético no lugar de Tomás Andrade. O jogador destacou as qualidades do argentino, que foi titular em seu lugar nos dois últimos jogos pela Série A.

?As qualidades que tem o Tomás todos nós conhecemos, sabemos o que ele pode dar à equipe. O rendimento foi muito bom nos dois jogos. A equipe mostrou coisas importantes e variações que sempre vão ajudar em qualquer caso?, disse o atacante, que fez dez partidas pelo alvinegro e marcou apenas um gol.

?Independentemente de fazer gol ou não no clássico, o mais importante é ajudar a equipe nos 90 minutos. Creio que vamos fazer um jogo muito inteligente. Temos que ser competitivos, igualar em vários aspectos se quisermos a vitória?, afirmou o colombiano.