Sábado é dia de educação para o trânsito em escola de GV

Ao longo da manhã os alunos terão a oportunidade de participar de oficinas voltadas para a educação para o trânsito, com o apoio dos agentes de trânsito, e terão contato com a confraria de motociclistas Brazil Riders

A criança, como parte da sociedade, vivencia diariamente situações no trânsito em seus deslocamentos diários. E se o trânsito faz parte de sua realidade, pensar num currículo escolar que se aproxima de seu cotidiano pode contribuir ainda mais na construção e ampliação de seus conhecimentos. Com essa visão, a Escola Municipal Santos Dumont tem trabalhado o trânsito sob diferentes perspectivas e, nesta missão, tem contado com o apoio dos agentes de trânsito do Município. Neste sábado (15), dia letivo para as escolas do município, das 8h às 11h, alunos de 11 a 15 anos (6º ao 9º ano), participarão de uma palestra sobre os perigos do trânsito, como parte das Oficinas de Arte e Literatura que tem como tema “Nós somos o Trânsito”. No evento, os alunos também participarão de um concurso de desenho sobre o tema e terão a oportunidade de conferir de perto o trabalho da confraria Brazil Riders, com a presença dos motociclistas e suas motos.

Agentes de trânsito também estarão presentes no evento e levarão a transitolândia itinerante de material reciclado, com o objetivo de envolver os alunos de 5 a 10 anos (educação infantil, e do 1º 5º ano).

A técnica em Educação de Trânsito da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos, Luimara Victor Carvalho, explicou o trabalho dos agentes junto aos alunos. “Durante o evento, estaremos tirando dúvidas dos alunos sobre como ser um agente multiplicador de educação para o trânsito em sua rotina diária de ir vir. E vale lembrar que esse trabalho de educação para o trânsito junto às escolas é rotineiro e tem feito a diferença em Valadares”, disse.

A pedagoga da escola, Rozângela Silva dos Santos Pereira, ressaltou a importância de se trabalhar o conteúdo do trânsito nas escolas. “A questão do trânsito é um conteúdo interdisciplinar que tem sido trabalhado constantemente com nossos alunos. A transitolândia, inclusive, tem sido uma importante ferramenta de concretização do trabalho do professor na sala de aula”, ressaltou.

E aproveitando o clima do 16º Motofest, evento que acontece entre os dias 14 e 16 de setembro, membros da confraria Brazil Riders estarão presentes, com o objetivo de mostrar os equipamentos de segurança utilizados pelos motoqueiros na estrada e no dia a dia. Além disso, os alunos terão a oportunidade de conferir de perto uma exposição de motos.

Segundo o integrante da Brazil Riders, Reginaldo Alves Pereira, trabalhos como este são fundamentais para a conscientização do papel de todos no trânsito. “É preciso que essas crianças entendam a importância do papel de cada um no trânsito, seja como piloto ou cidadão, entender os perigos do uso do cerol, a velocidade e a forma de se portar nas vias públicas e rodovias”, ressalta.

Segundo Luimara, o convite feito à confraria Brazil Riders é um verdadeiro incentivo ao uso da motocicleta com respeito, responsabilidade e segurança no trânsito. “As situações vivenciadas no dia a dia, como a travessia de pedestres, o fluxo de veículos em vias públicas e o embarque e desembarque em meios de transporte, nos levam a uma reflexão sobre atitudes mais cidadãs e o cuidado com a vida, estimulando ações colaborativas. Nesse contexto, as motos têm um papel importante no trânsito, por serem de aquisição mais fácil, e requerer uma atenção redobrada quanto às regras, principalmente diante da conduta de muitos pilotos que insistem em transitar em qualquer lugar. Então, a confraria vem para resgatar esses valores relacionados à segurança, valorização da vida, além de passarem a experiência deles de viagens em grupo”, disse.

Divulgação/ PMGV