Terapias naturais são tema de encontro regional em Timóteo

Interessados devem se inscrever até o dia 24 de setembro. Organização divulga programação.

Estão abertas as inscrições para o 2º Encontro Regional de Terapias Naturais e Plantas Medicinais, que acontece em Timóteo no dia 29 de setembro na sede do Instituto Vita, bairro Ana Rita. O encontro pretende reunir representantes dos municípios do leste de Minas, que participarão de palestras e oficinas relacionadas às terapias alternativas a serem realizadas de 8h às 17h. O evento é organizado pelo terapeuta holístico Elísio Saqueto e o Instituto Vita, com apoio da Universidade Federal de Viçosa (UFV), paróquias São Sebastião de Timóteo e São José de Acesita e Prefeitura de Timóteo.

As inscrições devem ser feitas até o dia 24 de setembro pelo telefone 3847-1080, no horário de 7h às 11h30 e de 13h às 17h, ou pelo e.mail vitatimoteo@yahoo.com.br. As vagas são limitadas. O 2º Encontro Regional de Terapias Naturais e Plantas Medicinais faz parte das comemorações do 27º aniversário de fundação do Instituto Vita.

Programação
A organização do evento divulgou a programação das palestras e oficinas que será aberta por Miguel Augusto Pralon, terapeuta holístico, que fará uma explanação sobre “Equilíbrio Energético”. A “Radiestésia e Equilíbrio” será o tema apresentado por Elísio Saqueto, coach e terapeuta holístico. A enfermeira e pós-graduada em Enfermagem do Trabalho, Fábia Pereira, discorrerá sobre “Cura Xamânica”.

Os temas “Moringa e o Equilíbrio da Saúde” e “Intestino Limpo, Saúde Perfeita” serão abordados, respectivamente, por Carlos Garcia Elias e Júlio Maria Ribeiro, Terapeuta Agroecologista da Agrifom (Associação dos Agricultores Familiares Orgânicos e Terapeutas Naturalistas de Manhuaçu e Região).

Haverá também uma oficina com o parapsicólogo e homeopata do Instituto Vita, José Edézio Pires Martins, com o tema “O Mito da Hipnose”. Em seguida, haverá uma oficina sobre “Terapias Comunitárias” coordenada pela assistente social e Terapeuta Comunitária, Maria Augusta Brettas.

Divulgação/PMT