CEJUSC é instalado em Nanuque

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos ampliará e dará mais agilidade aos serviços na comarca

Na última semana, foi instalada no Fórum local o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania – CEJUSC, para a Comarca de Nanuque. Com a presença de várias autoridades locais e regionais. O Juiz de Direito e diretor do Fórum, Dr. Edson Alfredo Sossai Regonini, após composição da Mesa, que contou com o próprio juiz, do representante da 3ª Vice-presidência do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, Juiz José Ricardo dos Santos de Freitas Véras e do prefeito de Nanuque, Dr. Roberto de Jesus, Dr. Edson discursou para uma plateia formada, na sua grande maioria por juízes advogados e promotores, mas contou também com o prefeito de Serra dos Aimorés, Iran Cordeiro e dos vereadores de Nanuque, Rosilene Ramos, Valdemar Favorete, Edson Fernandes, Elienis Oliveira, Gilson Coleta e Gilmar dos Santos, do vice prefeito de Nanuque, Sargento Barreto e das delegadas de Polícia Civil, Drª Mariana Grassi Ceolin e Drª Irani Santos Gil.

No seu discurso o juiz Dr. Edson Regonini pormenorizou sobre a importância do CEJUSC para a Comarca de Nanuque, vez que, segundo afirmativa do mesmo, a demanda em processos judiciais vem aumentando de forma descontrolada e o Centro ora instalado vai ser de grande valia para simplificar e intensificar o atendimento à população atendida na Comarca. Para o magistrado, a comarca de Nanuque, na atualidade dispõe de apenas três juízes para atender toda a população dos três município que compreende a Comarca.

Dr. Edson aproveitou a oportunidade para falar do projeto da construção do novo prédio do fórum, lembrando que o prefeito já assinou o termo de doação da área, momento em que o juiz enalteceu ao prefeito pela rapidez da ação e a “colaboração que o gestor tem dado à justiça em Nanuque”. Segundo o diretor do fórum a obra vai custar mais de R$ 7 mi e vai gerar vários empregos durante sua construção, o que ajuda a aquecer a economia local.

O Juiz José Ricardo dos Santos de Freitas Véras aproveitou para agradecer a todos os presentes e também detalhou sobre a importância do Centro. Falou do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e dos esforços da Instituição na busca incansável para atender as demandas do Estado.

Por fim, os dois juízes descerraram a placa de inauguração, apresentaram aos convidados as instalações onde funcionará o CEJUSC e todos foram convidados a participarem de um coquetel.

Divulgação/PMN