Santos pega o Independiente nesta terça ainda sem saber o resultado que precisa

Conmebol ainda não divulgou o resultado do julgamento que pode punir o time por escalação irregular de Carlos Sánchez

O Santos enfrenta o Independiente nesta terça-feira, às 19h30, no estádio do Pacaembu, em busca de uma vaga para as quartas de final da Libertadores. As equipes chegam para a partida ainda sem saber a decisão da Conmebol sobre o julgamento do volante Carlos Sánchez, do time paulista.



O clube brasileiro corre o risco de ser punido caso a entidade entenda que o atleta foi escalado de maneira irregular no jogo de ida contra os argentinos, que terminou empatado sem gols, em Avellaneda - o volante teria que cumprir suspensão por conta de um gancho que levou quando atuava pelo River Plate em 2015.



Se considerado culpado, o resultado do primeiro duelo será alterado para vitória por 3 a 0 do Independiente. Com isso, o Santos teria de vencer a partida no Pacaembu por quatro gols de diferença. Caso o time paulista seja inocentado, o resultado do jogo de ida não mudaria. Assim, a equipe do técnico Cuca precisará de uma vitória simples para avançar.



O meio-campista teria jogos de suspensão a cumprir, mesmo após a anistia promovida pela Conmebol em 2016, quando reduziu pela metade a pena em vigor de jogadores em competições continentais.



A suspeita era de que Sánchez havia sido punido com três jogos de suspensão, o que o impossibilitaria de encarar o Independiente. O Santos, por sua vez, garante que o sistema eletrônico da Conmebol classificava o uruguaio como apto a entrar em campo na terça-feira da semana passada.



O clube brasileiro tentou até pedir para que o jogador cumprisse o restante da suspensão no confronto de volta diante do Independiente, pelas oitavas de final da Libertadores. Como defesa, citou um caso envolvendo o River Plate.



Cuca não confirmou a escalação do Santos para a partida. Até porque, no treinamento realizado nesta segunda-feira, no Pacaembu, ele ainda não sabia o resultado do julgamento da Conmebol.



No entanto, uma alteração é certa. O lateral-esquerdo Dodô, expulso no jogo de ida, terá de cumprir suspensão. A tendência é a de que o volante Diego Pituca seja deslocado para o setor. Com isso, abrirá uma vaga no meio-campo, que deverá ser ocupada por Renato (ou Carlos Sánchez, se for absolvido). 



Na zaga, Gustavo Henrique é dúvida após ter sofrido um corte profundo no supercílio durante o triunfo por 2 a 0 sobre o Bahia sábado, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. O zagueiro está sendo monitorado pelo departamento médico e evoluiu na recuperação, o que o levou a ser relacionado pelo técnico Cuca, mas ele ainda não tem presença confirmada pelo duelo. Se for vetado, Robson Bambu será o substituto. 



O Independiente deve contar com o retorno do atacante Martín Benítez, recuperado de um problema muscular. O jogador voltou a ser relacionado pelo técnico Ariel Holán e deve surgir entre os titulares da equipe argentina. O treinador também deve fazer uma alteração no meio-campo, com a entrada do volante Maximiliano Meza na vaga de Carlos Benavídez.