Referência, Thiago Neves também não foge de polêmicas antes de jogos decisivos

Folclórico, meia da Raposa é um dos principais jogadores do time estrelado e mestre na arte da provocação

Thiago Neves gosta do embate. Ele não foge das polêmicas. Por vezes, até as cria. Um remanescente daquela época saudosa do futebol em que os atletas não tinham papas na língua. E é até curioso que muitos hoje critiquem Thiago Neves e, ao mesmo tempo, proliferem a expressão: o futebol está chato. Pode ser que não exista muito senso ou filtro, mas quando TN30 solta uma daquelas, já foi. É o seu natural. Na semana decisiva contra o Flamengo, pelo jogo de volta das oitavas da Libertadores, o meia irritou-se com supostas declarações atribuídas ao jornalista Mauro Cezar, da ESPN. ?O Cruzeiro não vem ganhando de ninguém. Só ganhou do Flamengo naquela atuação patética?, a frase que foi erroneamente atribuída ao jornalista. Thiago então foi ao Twitter dar sua resposta. ?Ele faltou com respeito ao Cruzeiro. Só quis deixar claro que aqui tem profissionais que dão a vida pelos resultados?, disse o jogador após a vitória sobre o Fluminense. Mesmo que tenha caído na famosa fake news, Neves se defendeu. ?Eu não vi o que ele (Mauro Cézar) disse. Me mandaram várias coisas, eu achei uma baita falta de respeito e, por isso, eu respondi?, completou. As declarações de Thiago Neves podem suscitar certa arrogância e colocar o Cruzeiro na berlinda. Mas o camisa 30 tira de letra todas elas. E responde em campo. Personalidade. O famoso promete e faz. Este é Thiago Neves. É possível enumerar as situações em que ele falou e não titubeou. No ano passado, quando chegou ao Cruzeiro, disse que viria para ser campeão. Não deu outra, conquistou a Copa do Brasil. Na final do Mineiro deste ano, ele declarou que a Raposa ia passar por cima. Mesmo tendo perdido o primeiro jogo da final, a resposta veio na decisiva partida no Mineirão frente ao Atlético, uma vitória por 2 a 0, com um gol dele. Na Libertadores, ele voltou a atacar de profeta. Disse que ?quinta-feira a história mudaria contra a Universidad de Chile?. O time aplicou 7 a 0 sobre os rivais no Mineirão e estabeleceu-se rumo à fase mata-mata. Contra o Racing-ARG, com o time já classificado às oitavas, voltou a decidir e deixou a Raposa como líder da chave. No fim, não poupou. ?No momento que o Cruzeiro precisa, essa carta está ali para ser decisiva. E eu sou decisivo. Eu seria o zap, porque é a principal carta?, declarou à época. Thiago alimenta-se de desafios. E o Flamengo entrou na lista do atleta. O Urubu que se cuide.