Montagens substituem números dos candidatos

Um santinho do tucano Geraldo Alckmin circulou nas redes sociais com o número errado do presidenciável

Em tempos de campanha política, uma das estratégias dos candidatos é a distribuição de santinhos. Com eles, o eleitor fica sabendo o número do postulante e até algumas de suas propostas. Em tempos de redes sociais, esses santinhos também estão sendo utilizados no ambiente virtual. Nesse espaço, principalmente, é preciso ter atenção às informações.

Um santinho do candidato à Presidência da República Geraldo Alckmin (PSDB) circulou nesta semana em grupos do Facebook. Nele, o tucano aparece sorrindo, e a mensagem diz que seu número nas urnas eleitorais seria o 17. Entretanto, não é verdade. O número de Geraldo Alckmin nas eleições deste ano é o 45. O 17 é o do candidato Jair Bolsonaro (PSL). O tucano não foi o único que teve o santinho adulterado e compartilhado nas redes sociais.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seu vice, Fernando Haddad (PT), também tiveram o número de votação alterado em imagens nas redes sociais para o 17. O santinho do candidato Jair Bolsonaro (PSL) também foi compartilhado incorretamente, com o número 13, de Lula.

Os números corretos dos candidatos ao Planalto são: Lula (PT), 13; Marina Silva (Rede), 18; Alvaro Dias (Pode), 19; Geraldo Alckmin (PSDB), 45; Ciro Gomes (PDT), 12; Jair Bolsonaro (PSL), 17; Henrique Meirelles (MDB), 15; Guilherme Boulos (PSOL), 50; Cabo Daciolo (Patri), 51; Eymael (DC), 27; João Amoêdo (Novo), 30; João Vicente Goulart (PPL), 54; e Vera Lúcia (PSTU), 16.