Pesquisa que aponta Marina na frente entre indecisos é falsa

Uma suposta pesquisa de intenções de voto para presidenciáveis, com base somente na opinião dos eleitores indecisos, circulou na última semana pelas redes sociais. Nela, a candidata Marina Silva (Rede) estaria liderando com 35,4% entre o público que se considera indeciso. Logo em seguida estaria Ciro Gomes (PDT), com 28,3%, Geraldo Alckmin (PSDB), com 28%, Alvaro Dias (Podemos), com 25%, Jair Bolsonaro (PSL), com 24,9%, e, em último lugar, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 23, 5%.

A imagem revela ainda que a pesquisa teria sido realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas. A postagem não traz outros dados importantes do levantamento, como margem de erro, a data em que ele foi realizado e o número de inscrição no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entretanto, as informações são falsas.

O próprio Instituto Paraná Pesquisas desmentiu que tenha realizado o estudo. Essa não é a primeira vez que a entidade é envolvida em fake news neste ano. No mês passado, outra falsa pesquisa creditada ao Instituto dizia que Jair Bolsonaro (PSL) estaria à frente nas intenções de voto em todos os Estados brasileiros. Diante dessas duas pesquisas falsas, o instituto divulgou ontem, em seu site, uma nota. ?O Instituto Paraná Pesquisas esclarece que está sendo alvo de sistemáticas informações falsas, algumas tão grosseiras que desafiam a lógica e a imaginação. Em postagem sobre eleitores indecisos, chegou-se ao absurdo de estabelecer percentuais para cada um dos candidatos. Ora, se o eleitor está indeciso, é impossível ele ter se decidido por um candidato?, afirma em nota. 

O instituto declarou que para resguarda a sua credibilidade vai tomar todas as medidas cabíveis nesses casos em que for alvo de fake news.