Seminário para agricultores é realizado em Fabriciano

O encontro teve como objetivo discutir sobre crédito rural e melhoramento genético de bovinos.

Foto: ACS/PMCF

A EMATER/MG, em parceria com Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura, e Associação dos Agricultores Familiares da Região Metropolitana do Vale do Aço (AGRIFARM), realizaram nesta quarta-feira, 08, 8 um seminário com produtores rurais de todo Vale do Aço. O encontro teve como objetivo discutir sobre crédito rural e melhoramento genético de bovinos.

“Para nós é importante que os produtores rurais, principalmente os de pequeno porte, tenham acesso à tecnologia para o melhoramento bovino. O município, junto com a EMATER está trabalhando para incentivar a produtividade, gerar renda e emprego na região. O munícipio estar participando no aumento da produção rural e comprando os produtos produzidos na Serra dos Cocais para Escolas Municipais, ou seja, a Administração investe em produtos como a doação de calcário agrícola e compra o produto para fornecer a alimentação nas escolas,” afirma o Secretário de Governança do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura, Homero Quinete.

O técnico na área de agropecuária da EMATER, Emanoel Simões, explica que o seminário foi pensado com o objetivo de preparar os agricultores para receber as tecnologias que estão sendo ofertadas. “Discutimos o crédito rural, pois foi lançado no mês de julho o Plano Safra, que garante o crédito necessário para o agricultor investir e custear a produção; a EMATER entendeu que seria importante informar os produtores que tipo de linha eles podem obter e como obter. Também discutimos o melhoramento genético, que junto com a Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), entendemos que para obter uma alta produção de leite, é necessário possui também alta qualidade do bovino, e o melhoramento genético tem essa função.

“O melhoramento genético vai agregar muito para os nossos cerca de 20 agricultores da região que possuem a DAP - Declaração de Aptidão ao Pronaf, pois virão com um banco de sémen totalmente diferenciado do que já existe aqui no município, o leite terá uma qualidade melhor e os produtores poderão até aumentar a produção,” ressalta o Presidente da Associação dos Agricultores da Região Metropolitana do Vale do Aço, José Aparecido Silva.