Bope desarma bomba encontrada em jardim de casa de Montes Claros

Equipe saiu de Belo Horizonte para ir até a cidade desativar o artefato. Segundo a corporação, havia risco de explosão que poderia até matar

Um equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) saiu de Belo Horizonte em uma aeronave da Polícia Militar na tarde desta quinta-feira (19) para ir até Montes Claros, no Norte de Minas, desarmar uma bomba encontrada no jardim de uma residência. Um homem que foi contratado para cuidar do jardim foi quem encontrou os explosivos. A casa estava desocupada há meses e o proprietário disse não saber nada sobre os artefatos.

De acordo com a PM, havia três peças de explosivos no jardim, a maior delas com aproximadamente 13 centímetros de altura e seis centímetros de diâmetro. De acordo com o sargento João Alves, que participou da operação, os explosivos eram fogos utilizados em shows pirotécnicos. No entanto, havia alteração das características originais do material, que faz com que fez com que os militares o classificassem como "artefato explosivo improvisado".

A suspeita da PM é de que tenham sido fabricadas durante dias de jogos da Copa do Mundo. Não se sabe porque elas estavam na casa.

O local foi isolado antes da chegada da equipe de operações especiais. Ao chegarem na residência, os militares neutralizaram o artefato.

Risco de morte

O sargento do Bope contou que havia pólvora na composição do artefato e que poderia sim ter sido causada uma explosão em caso de atrito, calor ou choque. Em caso de explosão, a bomba poderia causar danos físicos e patrimoniais, inclusive a morte.

Ainda não se sabe quem colocou os explosivos no local e ninguém foi preso.