Iva Olivari: a mulher por trás da histórica campanha da Croácia na Copa do Mundo

Com função equivalente a de Edu Gaspar,da seleção brasileira, Chefe da delegação resolve os problemas fora de campo

Moscou. No banco de reservas da seleção croata, uma figura se destaca em meio ao ambiente masculino do futebol. E sua presença não passa despercebida. Não apenas pelo fato um tanto quanto inusitado. Ela talvez seja a principal peça por trás da engrenagem que fez a Croácia chegar até a inédita final da Copa do Mundo. Iva Olivari, a ex-tenista que, aos 49 anos, é a gerente da seleção croata. Uma espécie de Edu Gaspar que veste xadrez.

Entre as atribuições de Iva, a logística e infra-estrutura necessárias para dar aos atletas e comissão técnica apenas o trabalho de focar no campo. E com a mesma eficiência que demonstrava na promissora carreira de atleta, interrompida depois de uma lesão, a Tia Iva, como é carinhosamente chamada por alguns atletas, escreve também um capítulo à parte na jornada gloriosa da Croácia.

O agradecimento é geral. "O que ela faz por nós é muito importante. Tê-la como nossa representante nos inspira. Iva resolve todos os nossos problemas. Todos nós somos felizes e temos orgulho de tê-la ao nosso lado. Ela tem a nossa atenção absoluta e, em contrapartida, ela busca nos ajudar sem nem mesmo pensar", elogia o técnico croata Zlatko Dalic.

Olivari fez sua estreia na gerência da seleção croata na Eurocopa 2016. E ela espera que sua presença possa inspirar mais mulheres a assumir cargos de administração no futebol.

?Podemos trabalhar na administração, na gestão de jogadores, nas transferências. Há muitos aspectos em que as mulheres podem intervir para melhorar o desenvolvimento do futebol?, analisa a gerente.

Iva Olivari não é a primeira mulher a figurar em um banco de reservas em uma final de Copa do Mundo. O mesmo feito foi obtido há oito anos, na África do Sul, por Silvia Dorschnerova na campanha do título inédito da Espanha. Se os bons ventos conspirarem, quem sabe não chegou a hora de outra mulher ter influência em mais uma inédita conquista de Copa?