América corre contra o tempo após pedido de demissão de Enderson Moreira

Time precisará encontrar novo comandante rapidamente para aumentar chances de manter bom rendimento na temporada

A parada para a disputa da Copa do Mundo é sinônimo de alívio para muitos clubes brasileiros, que enxergam uma oportunidade de descansar seus jogadores e planejar o segundo semestre. No América, a situação está longe de ser confortável. O pedido de demissão do treinador Enderson Moreira, divulgado no último sábado, trouxe uma nuvem de incertezas para o clube. Após um trabalho de dois anos à frente do Coelho e um título brasileiro da Série B, em 2017, Enderson assumirá o Bahia, deixando alguns problemas para a diretoria americana, que terá de agir rápida para evitar o recorrente drama do rebaixamento.  Na 13ª colocação, com 14 pontos, a luta para se manter na primeira divisão passa a ser mais inglória com a mudança no comando da equipe. O próximo treinador terá a missão de colocar o América nos trilhos. Quanto mais a decisão sobre o novo técnico for adiada, maior será a angústia da torcida.  Um fator que pesa nesse cenário é a maratona que o time vai encarar após o Mundial da Rússia. Em apenas 31 dias, a equipe terá sete jogos pelo Brasileiro, incluindo o clássico contra o Cruzeiro. Será um mês de teste para o América. Ou o clube mostra poder de reação ou o pesadelo do rebaixamento pode se tornar realidade.